Google+ Followers

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Empresas com vida longa

Empresas com vida longa (foto)
Pesquisa mostra melhora considerável nos índices de sobrevivência das Micro e Pequenas Empresas n
o Brasil. Confira.

Estudo realizado pelo SEBRAE mostra que empresários brasileiros têm muito a comemorar. A pesquisa foi feita pela Vox Populi, no primeiro semestre de 2007, e analisou o índice de mortalidade de Micro e Pequenas Empresas que possuem de dois a quatro anos de existência.

Os resultados são animadores. O percentual de empresas que sobreviveram pelo menos dois anos cresceu 27% de 2001 a 2005. Segundo a pesquisa, há diversos fatores para esse aumento.

O primeiro deles diz respeito à capacitação de empresários, ou seja, subiu consideravelmente o número de empresários com curso superior. O percentual de profissionais com experiência anterior em empresas privadas também subiu de 34% para 51%.

Outros fatores importantes estão relacionados ao quadro econômico do país. Além do controle da inflação e das taxas de juros, o aumento do poder de compra das classes C, D e E e o aumento de crédito para pessoas físicas também contribuíram.

Planejamento agora é palavra chave para Micro e Pequenas Empresas, passando a ser preocupação de 71% dos empresários em 2005 contra apenas 24% em 2002. A área de relações humanas também cresceu consideravelmente, de apenas 3% para 38%.

Esses índices colocam o Brasil em posição de destaque no ramo empresarial, junto com países como Austrália, Inglaterra, Cingapura e Estados Unidos.

Veja pesquisa na íntegra

Nenhum comentário: