Google+ Followers

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Plano de Marketing

Dia desses foi-me perguntado sobre qual a melhor maneira de formular um Plano de Marketing.
A minha resposta tirei dos ensinamentos de Kotler, a seguir:


Um Plano de Marketing deve agrupar os seguintes componentes:
Análise de situação
SWOT
Grandes questões
Objetivos
Estratégias
Táticas
Controles


Certifique-se de que cada estágio é uma seqüência do anterior.

A análise situacional leva à identificação das principais forças, fraquezas, oportunidades e ameaças (SWOT). Daí são estabelecidos os objetivos adequados; para atende-los uma estratégia é traçada e dela surgem os desdobramentos táticos.

Com base nisso, é elaborado um orçamento. Instrumentos de controle serão utilizados para monitorar o andamento do plano e permitirão fazer ajustes quando necessários.

Fácil, não?

Ainda sobre planejamento, Gary Gagliardi, em seu livro “A Arte do Marketing”, traduzindo trecho do “A Arte da Guerra”, cita:

O seu negócio depende das suas habilidades de marketing.
Uma campanha com foco funciona.
Uma campanha sem foco não funciona.
Um conceito único é fácil de se vender.
Muitos conceitos são difíceis de se vender.
Um esforço concentrado tem êxito.
Um esforço dividido fracassa.
Um mercado pequeno é simples.
Um mercado espalhado é difícil.
Uma mensagem única funciona.
Múltiplas mensagens não funcionam.

O foco funciona porque permite que você vença a competição em cada segmento.
Mas isso ainda não faz de você um grande gestor de marketing.
Você precisa conquistar os segmentos de mercado sem competir.
Esse é o seu objetivo mais importante.

É melhor descobrir os mercados que a concorrência despreza.
O segundo melhor método é conquistar o distribuidor do seu concorrente.
O terceiro é ultrapassar os produtos da concorrência.
O pior método é atacar um produto já consagrado.


Paulo Rubini
Consultor de Empresas

Nenhum comentário: