Google+ Followers

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Marketing cafona

Há 22 anos teve inicio – meio que por acaso – o que hoje é um case de sucesso naquilo que costumamos chamar de Marketing Promocional e de Eventos.
Bambam, um cara hilário por natureza, juntou uma galera no quintal de sua casa para fazer uma festa inusitada, a Festa do Cafona:
Bambam Negrelli, em 1988, reuniu 17 pessoas no quintal de sua casa, no bairro Maria das Graças, em Colatina/ES. Na época, os trajes bregas não eram difíceis de se encontrar, pois muitas pessoas ainda usavam esse tipo de roupa. Decoraram a festa com capas de revistas da já extinta Manchete, Contigo, fotonovela, etc. que hoje servem de referência para compor figurino das festas atuais. Em 1989 a festa contou com mais de 30 pessoas, o local ficou pequeno e transferiram para o clube da Vale do Rio Doce, que foi até 1993. Depois montaram a festa no Clube Itajuby, até 2003. E hoje transformaram a Festa do Cafona num mega-evento que atrai cerca de 10.000 pessoas.”
Bambam no Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=918374298409426332
Saiba quem é quem no Cafona.
Bambam se confunde com o personagem por ele criado e que se tornou o “orador” oficial da festa. Trata-se de Wilson Chumbo, uma figura carismática que usa cueca de pingüins sob uma calça comprida transparente, além de vastas costeletas e óculos black power.
A organização de eventos - artísticos, culturais, esportivos ou de outras naturezas – é um dos mais fascinantes e pouco estudados temas do Marketing. Apesar das muitas iniciativas bem-sucedidas, o Brasil ainda vai construindo uma tradição profissional na produção de eventos, que muitas vezes são realizados, ainda, de forma amadora.

Foi o que aconteceu e o que vem acontecendo com o Cafona, hoje capitaneado por Bambam e Délio Casteluber, ambos sócios do Studio Young, empresa que além de administrar a festa brega, promove e presta assessoria para outros eventos, graças à experiência acumulada de mais de duas décadas.
A melhor ferramenta de aproximação física e direta com um público específico é feita de forma promocional. Porém, para que seja uma ação com retorno, é necessário um conhecimento prévio do público com o qual se deseja comunicar. Através deste conhecimento é possível estabelecer um plano de ação de acordo com as necessidades deste público e com os objetivos da empresa. A preocupação básica do Studio Young nas ações promocionais é encontrar ferramentas e opções divertidas, que gerem reconhecimento por parte do público-alvo. Algumas ações de marketing promocional: blitz, eventos, mídia televisiva e de rádio, merchandising entre outros, fixam o evento cafona nas mentes e nos corações das pessoas durante um período que antecede ao evento, culminando no seu ápice, que é o baile do sábado que antecede o domingo de dia das mães. Enfim, as pessoas incorporam seus personagens bregas durante dias e o comércio local decora e vende produtos alusivos.
Cada vez mais, eventos ganham força dentro do Marketing. Os patrocinadores do Cafona ganham visibilidade e mídia espontânea com uma força tremenda em todo o Estado do Espírito Santo. Alguns são tradicionais parceiros desde o inicio da “era” comercial do evento, quando a brincadeira de alguns “apatralhados” (como diz o Fofão) passou a ser coisa séria envolvendo muito dinheiro na estrutura e organização do evento.
A Gazeta Mercantil publicou que:
“Empresas aumentam investimentos nesta estratégia, que visa tornar cada festa uma experiência de marca. O mercado de eventos proprietários ganha a cada ano mais relevância dentro do orçamento de marketing das empresas, que usam essa ferramenta para se aproximar do público-alvo, levando uma experiência da marca ao consumidor.”

No Brasil, o evento sempre foi tratado, em suas dimensões teórico-práticas, como fenômeno exclusivo da área de comunicações. Este fato está ligado à condição de estrategista que os profissionais dessa área devem possuir. É inegável, no entanto, que, como ferramenta, o evento - seu planejamento e sua utilização - ofereça espaço para as ações de Marketing. Na atualidade, embora timidamente, essa integração com o Marketing tem passado a ser de interesse das empresas que, com a intenção de fortalecer seu conceito e seu posicionamento perante seus públicos, entendem que devem-se utilizar do evento.
Em termos mercadológicos, a imagem é uma referência a que o consumidor recorre para avaliar sua decisão no processo de compra de um produto ou de um serviço. Desta forma, o fortalecimento da imagem é o resultado de várias ações, entre elas o evento, que pode gerar o interesse dos públicos envolvidos. Uma empresa que incorpora sua marca e imagem em eventos terá como retorno garantido um bom nível de recall, e a consolidação da sua posição no mercado que será reproduzida nas atitudes e comportamento de seu público-alvo.


Estrategicamente, para os profissionais de Marketing e promoção é importante compreender o evento como estratégia mercadológica; tanto em relação ao alto índice de retorno e resultados que a empresa e produtos podem alcançar, quanto aos cuidados a tomar para evitar dissabores, pois uma pequena falha pode prejudicar enormemente, anulando todos os esforços e os resultados anteriormente obtidos, ferindo a imagem conquistada.

Num passado longínquo, O Cafona era visto como um evento que poderia macular o “brand image” de empresas do ramo da moda, o que foi descartado posteriormente. Acontece que o público do evento consegue perceber o significado de diversão saudável e entretenimento no conceito da marca Cafona, ao mesmo tempo em que vê com simpatia os parceiros comerciais envolvidos. O consumidor não é bobo e está atendo a tudo.
O Cafona faz parte do calendário oficial de eventos da cidade e a cultura brega vem sendo passada para os pequenos através do Cafoninha, festa nos mesmos moldes do Cafona, mas direcionada aos filhos daqueles que querem perpetuar a festa.

Sorria meu bem, sorria! - Este é o bordão do Cafona

Maio está chegando e o Cafona também. Prepare sua beca porque a festa será jóia. 
Não sabe muito bem que é ser Cafona? Existem controvérsias a respeito do conceito, mas no site têm dicas “supimpas”. Veja


Se conseguir dizer qual é a posição de minha foto no álbum do Studio Young, ganha ingresso vip para o Cafona 2010. Vá lá!


Um comentário:

MaRi MaSsArIoL disse...

Bela matéria! Ano passado meu niver coincidiu-se com o Dia das Mães e com grande parte da Festa do Cafona, uma vez que a festa realmente bombou depois da meia-noite do dia 09. Havia recebido um convite para fazer uma matéria em Morro de São Paulo nesse período mas ser apegada às reuniões familiares nos nivers de cada membro, ao Cafonão e ainda não ter saído direito de debaixo da asa da mãe resultou em uma recusa ao convite. Não me arrependi nenhum pouco e ainda de quebra grudei em meu atual noivo (ou seria ele que grudou em mim) e não desgrudamos mais!
Coluna 6 fila 10, és tu?