Google+ Followers

quinta-feira, 4 de março de 2010

Carrefour entra na guerra do e-commerce com vantagem tecnológica


Parece que a briga entre os grandes varejistas do e-commerce brasileiro vai se estabelecer em cada vez mais alto padrão tecnológico, uma vez que a guerra de preços já é uma realidade e diferenciais como especialidade de produtos e relacionamento se tornam cruciais.




A matéria abaixo sobre o novo empreendimento do Carrefour denota tal preocupação com as mais avançadas ferramentas web, além da segurança (fundamental para a credibilidade de e-vendas) e o controle absoluto das transações efetivadas.

O sistema desenvolvido para o Carrefour sinaliza um novo marco regulatório para o comercio eletrônico com a prestação de serviços ao usuário em relação aos aspectos técnicos dos produtos - muitas vezes uma falha no comércio tradicional – e a geração de conteúdo relevante e pertinente.

Destaque também para o behaviors targeting que os franceses pretendem programar para antecipar promoções e ofertas.

Só ficou de fora o “comércio social” - tendência irreversível -, onde os usuários interagem no mesmo momento para a troca de informações sobre produtos e até indicações real time.

Alias, a razão para o meu blog se chamar MKT 360 GRAUS está inspirada no fato de que a galopante integração internet e mundo de tijolos é irremediável, necessária e fator de sobrevivência; e o Carrefour, com sua proposta de comércio eletrônico, caminha nessa direção.

-------------------------------------------------------------------------------------
portal Decision Report 01/03/2010 - Moacir Drska

Com foco em ampliar a experiência de compra do consumidor online e atender melhor as necessidades desse novo perfil de clientes, o Grupo Carrefour Brasil deu início nesta segunda-feira (01/03), às suas operações de e-commerce no Brasil. O objetivo da empresa é estar entre os cinco maiores players desse mercado até 2011. O e-commerce compreenderá outras bandeiras do Grupo: Dia%, Atacadão, Carrefour Bairro e as unidades de serviço (postos de combustíveis e drogarias).

O projeto envolveu investimentos de R$ 50 milhões e um tempo de gestação de sete meses. Entre outros elementos, a estratégia priorizou o desenvolvimento de uma plataforma que permitisse integrar os diferentes formatos e serviços já disponibilizados pelo grupo e, ao mesmo tempo, aprofundar o relacionamento com os consumidores.

“A plataforma será uma fonte essencial para conhecer o comportamento do cliente, que cada vez mais é caracterizado por um perfil multicanal. A partir dessa maior proximidade, teremos mais fundamentos para atendê-lo em suas diferentes necessidades”, afirma Rodrigo Lacerda, diretor de marketing do Grupo Carrefour Brasil.

De acordo com Lacerda, o fato de o Carrefour ter sido a última das grandes redes varejistas a apostar no comércio eletrônico trouxe mais benefícios do que prejuízos para o grupo.

“Só investimos agora nessa plataforma porque tínhamos outras prioridades, não por desprezar o potencial desse canal. Mas esse tempo foi fundamental, pois assim pudemos obter dados consolidados e ter um diagnóstico mais preciso desse mercado e do que o cliente espera nesse ambiente”.

Conceito de solução

A partir da avaliação do segmento de e-commerce e de uma série de pesquisas realizadas, o Carrefour identificou algumas oportunidades a serem exploradas em sua nova empreitada. Uma dessas vertentes é justamente a demanda pelo conceito de solução, em um pacote que englobasse não apenas o foco nos produtos.

Dentro dessa perspectiva, o Carrefour decidiu apostar em um conceito diferenciado de vendas online, com soluções para a casa, estruturado em três grandes pilares: categorias de produtos, serviços e informações/conteúdo. O objetivo é ofertar mais do que produtos, e sim uma solução ampla para a casa do consumidor.

Inicialmente, o portal oferecerá nove categorias de produtos: Eletrônicos, Informática, Eletrodomésticos, Telefonia, Eletroportáteis, Beleza e Saúde, Cine e Foto, Utilidades Domésticas e Cama, Mesa e Banho, com um total de mais de 15 mil itens. Até o fim de 2010, a expectativa é de que mais de 80 mil itens e 15 novas categorias estejam disponíveis para o consumidor.

Nosso objetivo é dar suporte completo e eficiente ao nosso cliente, e apoiar todo o processo de compra para facilitar a escolha, além de oferecer uma gama de serviços complementares, disponíveis já no momento da compra”, explica Lacerda.

Informação e Serviços

Para transformar em realidade a promessa de melhorar a experiência de compra dos consumidores, o Carrefour investiu em uma navegação intuitiva, amigável, além de apostar em recursos como vídeos e textos que darão dicas específicas para a compra dos produtos em cada categoria. Esse conteúdo será produzido por especialistas e consultores, como forma de fornecer maior segurança ao cliente no momento de decisão da compra.

O conceito mais abrangente também incluirá serviços complementares, que vão desde a instalação técnica de eletroeletrônicos até o help desk para aparelhos de informática. Está prevista ainda a utilização de ferramentas 2.0 e ações em redes sociais ao longo de 2010, para reforçar o ponto de contato com os clientes.

Escalabilidade e agilidade

Para suportar a operação de comércio eletrônico, o Carrefour realizou investimentos considerados fundamentais em infraestrutura, em projeto que contou com a integração da IBM e a participação de parceiros como CheckPoint, Accurate, Uniconsult, ISS, Braspag e ClearSale.

“Nós já levamos em conta as variáveis e particularidades do e-commerce, como a maior demanda em determinados períodos, e por isso investimos em uma estrutura com alta escalabilidade, com a possibilidade de crescer tanto verticalmente, quanto horizontalmente, além de já prever aplicações como o mobile commerce”, afirma Ney Santos, diretor de TI do Carrefour.

O portal está hospedado no Data Center da IBM e o projeto inclui, entre outras soluções, servidores de aplicação e banco de dados Oracle, servidores Intel, equipamentos de rede Cisco, firewall da Check Point e ERP especializado em e-commerce.

Outro ponto ressaltado por Santos é o fato do ambiente de comércio eletrônico exigir maior dinâmica e agilidade nas operações. “O e-commerce, por excelência, tem uma velocidade diferenciada, uma outra dinâmica comercial, que envolve práticas como promoções e mudanças de preços constantes. A tecnologia para tornar isso possível foi um dos pontos cruciais do nosso projeto”.

Santos frisa ainda que o desafio de implementar o projeto em apenas sete meses foi solucionado com a utilização de tecnologias já consolidadas no mercado, como forma de evitar os riscos inerentes a esse processo.

“Nosso grande diferencial é o fato de que nosso portal já foi construído para ser multicanal, diferentemente da grande maioria dos outros projetos de e-commerce, que nasceram separados das lojas físicas. Nós já estamos integrados e preparados para explorar todas as possibilidades que esse canal oferece”, conclui.

EM TEMPO:

CARREFOUR VENDE R$ 6 MI EM SEU 1º DIA NA INTERNET
jornal DCI 03/03/2010 - Daniel Popov e Agências

Com aproximadamente 1 milhão de acessos em seu novo portal de vendas, a rede de supermercados Carrefour alcançou em sua estreia, na segunda-feira, R$ 6 milhões em vendas e 14 mil pedidos. O site chegou a registrar cerca de 100 mil visitantes a utilizar o sistema ao mesmo tempo.

"Os resultados iniciais superaram nossas expectativas e refletem que o canal de vendas eletrônico do Carrefour veio para ocupar uma posição importante no segmento e atender ao nosso cliente de forma cada vez mais completa", diz Jonas Ferreira, diretor de E-commerce da rede.

Dentre os itens mais vendidos na estreia do site, estão televisores com display de cristal líquido (LCD) de 42 polegadas e discos rígidos (HD) externos para computador. Em faturamento, a categoria de vídeo foi a que mais se destacou.

O comércio eletrônico (e-commerce) oferece aos clientes o acesso pela internet com um mix de produtos e informações abrangentes para facilitar a escolha do comprador, além de uma variada gama de serviços complementares, disponíveis já no momento da compra, propagandeia a empresa.

Outra novidade criada no portal seria o Guia de Compras e Soluções, que oferece ao cliente um comparativo entre os produtos de uma mesma categoria, além de dicas de como usar determinados produtos de forma sustentável.

Nenhum comentário: