Google+ Followers

domingo, 2 de agosto de 2009

Tipos de Marketing

Um antigo texto hindu é usado para classificar os diferentes tipos de marketing existentes no Brasil.

“O príncipe Arjuna e seus quatro irmãos mais novos suplicaram ao sábio brâmane Drona, o mestre do manejo de arco, que os aceitasse como alunos. Drona, entretanto, era um velho que considerava o tempo algo de muito valor; há muito que ele não acolhia jovens da nobreza como discípulos. Por isso, os irmãos tinham de qualificarem-se como candidatos por meio de um teste pelo qual cada um pegava o arco, adotava uma posição específica e respondia a suas perguntas”.

Reza a lenda que o mais jovem dos irmãos empunhou o arco e se concentrou. Drona perguntou-lhe: “O que Você vê?”. Ele respondeu: “Vejo a montanha do outro lado do vale, o céu, as árvores e um pássaro no topo de uma árvore.” “Não”, disse Drona, você não passa. “Afaste-se.”

O segundo irmão tomou seu lugar com o arco. “O que você vê?”, perguntou o mestre. “Vejo o céu, a montanha, uma árvore, um pássaro no seu ramo principal e vós, mestre, pelo canto do olho.” “Sinto muito”, disse Drona, “você também não passa. O próximo!”.

O terceiro irmão disse: “Mestre, não posso vê-lo, mas ouço sua voz; vejo apenas a árvore, seu tronco e o pássaro.” “Desça”, disse o brâmane, “pois você também está reprovado”. “O quarto irmão via somente o tronco e o pássaro, mas também ele, como os demais, não teve êxito”.

Arjuna, tendo observado a concentração e o foco disperso de seus irmãos mais jovens, tomou uma posição e pegou o arco. “O que você vê?”, perguntou Drona. “Vejo apenas o pássaro, mestre”, disse Arjuna. “Olhe novamente; concentre-se mais”, disse-lhe o mestre. “Ah! Vejo somente um ponto no centro da testa do pássaro.” “Muito bem. Solte a flecha. Você será meu aluno!”, disse o mestre.

Esta fábula foi “sacada” das páginas da revista Marketing de julho/09, onde fala sobre pesquisa conduzida pela ABMN e IBOPE para determinar o DNA do Marketing no Brasil e suas principais características.

Valéria Luz, superintendente da ABMN, compara o profissional de marketing classificado de *PRECURSOR, com o príncipe Arjuna, aquele que detém a arte de manejar o arco com precisão. Assim como Arjuna, o executivo precisa desenvolver a arte da paciência, precisão, atenção, concentração, presença de espírito e foco. Três elementos são essenciais nesse processo: ATITUDE, MOVIMENTO e TÉCNICA.

* Em busca das principais características presentes no DNA do marketing nacional, a ABMN identificou três tipos de profissionais que atuam no segmento: os PRECURSORES, que correspondem a 36% da amostra; os DISSEMINADORES (35%); e os VIABILIZADORES (29%).

Principais características e perfis:

- Precursor: inovação. Atuam predominantemente nas funções estratégicas do dia a dia. São ousados, apostam no desenvolvimento da inovação, investem em novas plataformas e canais de mídia. Como estão sempre em busca de ferramentas e processos inovadores, acabam criando novos modelos de negócios para a empresa. Trabalham em conjunto com o presidente da empresa e exercem grande influência nas tomadas de decisão.

- Disseminador: integração. Mesclam funções estratégicas e táticas. Provê serviços de marketing para diversas unidades de negócios da empresa. Coordena e implementa práticas padronizadas de marketing, além de investir em ações mais estratégicas, mas não tão ousadas como as dos precursores. Este profissional nem sempre faz parte da alta gerência de modo oficial, mesmo trabalhando alinhado com o presidente da organização.

- Viabilizador: gerenciador de marcas e campanhas. Atuam predominantemente nas funções táticas do dia a dia. Faz interface no relacionamento com as agências de marketing em nome das unidades de negócios e outros departamentos da empresa. Possui menos influência nas decisões estratégicas por estar mais distante do dia a dia do CEO.

Nenhum comentário: