Google+ Followers

terça-feira, 7 de julho de 2009

The king of pop

Não tem como não falar sobre a partida de Michael Jackson.

Assim como milhões de pessoas pelo mundo, cresci ouvindo Michael Jackson.

Quem nunca tentou um Moonwalk?

Vendo a celebração da vida (e não a homenagem pela morte) do astro, pela TV, pude perceber o quanto um gênio se destaca na multidão quando consegue tocar a alma das pessoas.

Jackson conseguiu ser o rei do entretenimento multimídia mundial, tendo sido o mais inovador e o produtor do vídeo clipe mais caro da história, não superado até hoje ($7 milhões, mas não me lembro o nome dele).

Falar da carreira do King é “chover no molhado”. O mundo inteiro só fala disso e tudo, mas tudo mesmo sobre ele será relançado. Podem ter certeza.

Engraçado como algumas tevês medíocres colocaram no ar uma meia dúzia de psicanalistas para analisarem a personalidade do rei, como se ele fosse um ser humano comum. Não era e nunca foi.

Ah! A pedofilia. Respondam-me: Seria um pedófilo idolatrado dessa forma por milhões de pessoas mundo afora mesmo estando há mais de 10 anos sem se apresentar em público?

Seria um pedófilo tão inocente se expondo com crianças sendo uma celebridade dessa magnitude?

E os pedófilos flagrados mundo afora sob o manto religioso? Esses estão livres por aí sem serem importunados.
Michael Jackson não era pedófilo e foi julgado por isso. E, como disse seu irmão, Marlon Jackson, agora ele descansará de tudo isso.

Era um Peter Pan? Talvez sim. Uma criança que não conseguiu ter infância?


Mas eles me disseram [que]Um homem deve ser leal, E [deve] caminhar quando não for capaz, E [dever] lutar até o final,Mas eu sou apenas humano...Todos estão tomando controle sobre mim,Parece que o mundoTem uma função para mim.Estou tão confuso,Você mostrará para mim? Você estará lá por mimE se importará o suficiente para me tolerar?
Da música: Will You Be There

US BAD?

Agora, após sua morte, como tudo o que acontece quando somos contemporâneos de um fato histórico, é que começo a perceber o quanto Michael Jackson era genial; não apenas como artista, mas como homem caridoso e que pregava o amor, a paz e a tolerância entre os homens.

WE ARE THE WORLD



Também daqui se tira uma lição para o Marketing:

Persevere numa história coerente e verdadeira, custe o que custar. Seja honesto para você e para o mundo. Assim, sua marca sempre será lembrada


Valeu Michael!



2 comentários:

Alenews disse...

O vídeoclipe de U$ 7 milhões é "Scream", feito ao lado da irmã, Janet Jackson. Há controvérsias. Supostamente, há um vídeoclipe mais caro, feito pelo rapper P. Diddy...

JUAN FELIPE ARDENGHI disse...

Ele foi e sempre será o "KING OF POP". Nunca, nem ninguém irá tirar esse posto de Sir. Jackson. Quero ver só esse tal de Justin "Biba"... opa, Justin Bieber (hahahaha) tirar o posto do nosso Rei. Sabe quando isso acontecerá, só no dia em que o Clodovil virar homem. E como ele morreu e nunca isso iria acontecer, ele nunca será o "KING OF POP". Fica aí meu comentário.