Google+ Followers

sábado, 31 de janeiro de 2009

Marketing Bumerangue

Calma! Não estou criando mais uma "variação" para o Marketing. Refiro-me ao Marketing Direto e sua importância cada vez maior pela facilidade na mensuração de resultados.

Antes de seguir e para esclarecer uma dúvida muito comum. Marketing Direto não é Venda Direta. Na referenciada definição clássica de Philip Kotler, Marketing Direto é "um sistema de marketing interativo que usa um ou mais meios de propaganda para obter uma resposta mensurável e/ou uma transação em qualquer lugar".

Entre as ferramentas desta ação estão: mala-direta, telemarketing, mailling, catálogos, revistas, jornais e mídias eletrônicas.

Venda Direta, conforme definição da ABEVD (Associação Brasileira das Empresas de Venda Direta) é “um sistema de comercialização de bens de consumo e serviços diferenciado, baseado no contato pessoal, entre vendedores e compradores, fora de um estabelecimento comercial fixo”.

Venda Direta até pode usar do Marketing Direto como um recurso para consolidar suas estratégias de comercialização, divulgação, promoção de produtos e serviços e captação de canal de vendas, o que ajuda a reforçar a diferença entre os dois conceitos.

Feitos os devidos esclarecimentos conceituais, voltemos ao Mktdireto.

Como um bumerangue - objeto de caça e retorno conhecido dos arqueólogos há mais de 4 mil anos e muito utilizado pelo aborígine australiano - lançado ao alvo e que retorna para suas mãos, no Marketing Direto, suas ações, quando bem estruturadas, tem resultados de fácil análise tendo ou não "atingido o alvo", cumprido o objetivo. Assim como o bumerangue, se o alvo for atingido é a glória, e se for desviado da rota retornará para as mãos do lançador que poderá reavaliar um novo lançamento com os acertos de angulação.

Em tempos de crise, saber como, quanto e quando investir em comunicação é crucial para a diminuição de custos e otimização de resultados, e nada melhor do que as métricas utilizadas pelo Marketing Direto para isso.

Com a segmentação de mercados e a evolução do CRM, com programas de relacionamento mais eficientes, o Mktdireto ganhou espaço em todas as áreas de negócios, até naqueles menos tradicionais como o ensino. As abordagens one-to-one, contextualizadas e presenciais, com gestão de dados estão em alta.
Segundo pesquisa recente da ABEMD (Associação Brasileira de Marketing Direto), para 84,5% dos entrevistados (103 associados) o desenvolvimento do Mktdireto ganhou importância em 2008, contra 75,6% em 2007.

Ainda de acordo com a mesma pesquisa, pela ordem de importância, as ferramentas de Mktdireto que apresentaram maior demanda em 2008 foram:
1º - E-mail Marketing
2º - CRM/Database
3º - Programas de Relacionamento
4º - Telemarketing
5º - Mala Direta

Teríamos de ficar muito tempo aqui falado sobre aborígines e sua ferramenta de caça, o bumerangue, para cobrir o assunto, mas vamos encerrar dizendo que a aerodinâmica dos bumerangues, ainda hoje estudada por pesquisadores aero espaciais, demonstra claramente que se o objetivo não for atingido temos de ter a menor perda possível para uma nova investida e no Marketing, o relacionamento direto com o target por meio do MKTDireto deve ser uma constante, mas com total controle das ações.

Paulo Rubini, Consultor de Empresas e praticante do lançamento de Bumerangue.

Nenhum comentário: